Governo vai anistiar desmatador e reduzir áreas de preservação

Contra desflorestamento, governo prepara anistia para desmatadores - Ante alta da devastação, idéia é reduzir área intocada das propriedades de 80% para 50% e reverter perda total. Para tentar reduzir e compensar o desmatamento na Amazônia Legal, o governo planeja dar uma anistia a quem derrubou ilegalmente a floresta. Por João Domingos, O Estado de S.Paulo, 10/02/2008. 670

Adalberto Veríssimo, pesquisador sênior do Imazon: Temor é que a anistia induza a novos desmatamentos

Para ele, só a divulgação do projeto já pode levar mais gente a pôr a mata no chão; solução seria maior presença do Estado - O diretor e pesquisador sênior do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), Adalberto Veríssimo, elogia o fato de o governo estar preocupado com a recuperação de áreas degradadas na Amazônia Legal, mas teme que os efeitos sejam nulos ou até estimulem mais

Carvão vegetal para siderurgia ameaça o Pantanal, diz FGV. Governo de MS descarta risco ambiental

Depois de parte do cerrado sul-mato-grossense ter caído, a pressão agora, devido ao aquecimento da atividade siderúrgica no município de Corumbá, deverá crescer sobre o pantanal. Cálculos do CES (Centro de Estudos em Sustentabilidade) da FGV (Fundação Getúlio Vargas) apontam um desequilíbrio entre a oferta de florestas plantadas no Estado e a demanda por carvão vegetal. Por Eduardo Geraque, da Folha de S.Paulo, publicado pela Folha Online, 09/02/2008 - 12h49.

Produção de camarão em cativeiro preocupa ambientalistas e o Ministério Público

O Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte abriu no ano passado, somente no município de Areias, onde existe a Lagoa Guaraíra, 35 ações contra carcinicultores (produtores de camarão em cativeiro). Os viveiros ou fazendas marinhas estão sendo acusados de provocar danos aos manguezais. Alana Gandra, por repórter da Agência Brasil. 666

Superintendente do Ibama confirma casos de atividade ilegal em reservas extrativistas

Responsável pela equipe de 14 servidores a quem compete fiscalizar os 8,5 milhões de hectares de unidades de conservação existentes na Terra do Meio, no Pará, o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Altamira, Roberto Scarpari, confirma a presença de pecuaristas em áreas de proteção ambiental. E acusa também a pressão dos sojicultores mato-grossenses sobre as unidades de conservação. Por Alex Rodrigues,

RS: Sangas de Tapes aguardam socorro das autoridades e da população

"Sangas – Apesar das promessas e justificativas, continuamos com as sangas poluídas e "fedorentas", aguardando verbas do céu, sem tentar amenizar a situação com medidas que demonstrem interesse em resolver efetivamente o grave problema. Neste ano eleitoral, o odor das sangas deverá causar muita dor de cabeça." (A Folha-2ª Quinz. Janeiro/2000 Pág. 2/Coluna Sem Censura) 664

SP: MP move ação contra lei estadual que criou mosaico da Juréia

São Paulo, 08 (AE) - A Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo move uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra a lei estadual que criou o mosaico de unidades de conservação da Juréia. Se os desembargadores do Tribunal de Justiça decidirem que procede o processo, tudo voltará à situação anterior à da sanção da Lei nº 12.406, de dezembro de 2006. Ou seja, essa região do litoral sul vira de

desmatamento na Amazônia: O problema não está nos números, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Seja qual for o desfecho das polêmicas em torno do desmatamento na Amazônia, alguns pontos parecem já claros. O primeiro deles é quanto à confiabilidade dos números levantados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Além do depoimento do próprio ministro da Ciência e Tecnologia, que lhes atribui um índice de acerto entre 95% e 97%, e do manifesto da comunidade acadêmica, cientistas da Universidade Federal

Amazônia, ecocídio anunciado, artigo de Frei Betto

“Não existe cana na Amazônia. Não temos conhecimento de nenhum projeto na região, nem recente nem antigo”, afirmou Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura, dando eco ao boato oficial de que a cana se mantém distante da floresta (O Globo, 29-07-2007). [Correio Braziliense] Dados oficiais revelam que o plantio de cana-de-açúcar avança sobre a Amazônia apesar das negativas do governo federal. Projetos sucroalcooleiros instalados no Acre, Maranhão, Pará e Tocantins vivem

AIEA registrou 150 casos de tráfico ilegal de componentes nucleares em 2007

Munique, 9 fev (EFE).- O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohammed ElBaradei, afirmou neste sábado que em 2007 foram detectados 150 casos de tráfico ilegal de substâncias ou componentes nucleares. "É um número muito alto, eu diria até que terrível", disse ElBaradei, que participa da Conferência sobre Segurança de Munique, reunião anual à qual comparecem especialistas, ministros e presidentes para debater os grandes assuntos de segurança e

Empresas de países ricos não consideram a mudança climática uma prioridade

Adital - Um estudo que incluiu pesquisas com mais de 500 grandes empresas no Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha, Japão, Índia e China, apresentou como resultado que só uma de cada dez companhias considera a mudança climática como uma prioridade. O estudo revela que as empresas esperam que os governos liderem a luta contra esse fenômeno ambiental e alertam que em um cenário de crise econômica mundial, como a que

Top