Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 438/01: Governo quer aprovar neste ano proposta contra trabalho escravo, diz coordenador

A aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 438/01, que determina a expropriação de terras onde for constatada exploração de trabalhadores em condições análogas às de escravidão, poderá contribuir para a redução desse tipo de crime no país. A avaliação é do coordenador do Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho, Marcelo Campos, que diz que o governo vai se mobilizar para conseguir a maioria necessária à

Sacola feita de plástico oxibiodegradável não é solução para meio ambiente

A sacola feita de plástico oxibiodegradável, material que se decompõe em até 18 meses em contato com o calor, o ar e a umidade, pode ser uma das alternativas para diminuir a vida útil e o impacto do plástico no meio ambiente. Entretanto, o professor de Engenharia Ambiental da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Haroldo Mattos de Lemos considera excessiva a valorização dos benefícios do

Em busca do carro sustentável

Introduzir materiais sustentáveis nos componentes utilizados para a fabricação de automóveis é o principal objetivo das pesquisas conduzidas por Mohini Sain, diretor do Centro de Biocompósitos e Processamento de Biomateriais da Universidade de Toronto, no Canadá. Por Fábio de Castro, da Agência FAPESP. 740

Ilegal, e daí? – Milho transgênico é realidade

Os produtores rurais brasileiros já plantam variedades de milho geneticamente modificadas em lavouras clandestinas, segundo o ministro Sérgio Rezende, de Ciência e Tecnologia. Na semana passada ele disse que isso está "acontecendo principalmente no Sul e no Centro-Oeste", onde há lavouras semeadas com produto contrabandeado. Rezende é um dos principais defensores do aval imediato à comercialização de duas variedades de milho transgênico produzidas por multinacionais. Seu principal aliado no debate

Avanço da agropecuária e abertura de rodovias contribuem para a devastação, diz estudo

Amazônia pode perder suas árvores - Um estudo inédito sobre o futuro da Amazônia revela que a maior floresta tropical do mundo pode perder até 21% de sua cobertura atual de árvores até o fim de 2030. De acordo com a projeção, o desmatamento riscaria do mapa, nos próximos 23 anos, cerca de 670 mil quilômetros quadrados de matas nativas - uma área 15 vezes maior do que a ocupada

mudanças climáticas: Amazônia pode morrer em 50 anos, diz estudo

A floresta amazônica poderia “morrer” em 50 anos por causa de mudanças climáticas provocadas pelo homem, sugere um estudo internacional publicado na revista especializada Proceedings of the National Academy of Sciences. Segundo o estudo, muitos dos sistemas climáticos do mundo poderão passar por uma série de mudanças repentinas neste século, por causa de ações provocadas pela atividade humana. Matéria da BBC Brasil, 05 de fevereiro, 2008 - 14h35 GMT (12h35

O minério é nosso?

A Vale tenta a maior compra de sua história, mas a União teme que os interesses de mercado prevaleçam sobre os do País. Roger Agnelli, da Vale, tem insistido, mas o presidente resiste em dar a benção à operação. Por André Siqueira , publicado pela Carta Capital, Edição 481 736

O carvão no PAC, artigo de Ana Echevenguá

A mídia fala diariamente na falta de energia em curto prazo no Brasil. Mas o governo vai dar um jeito nisso! O PAC das termelétricas A Ministra Dilma Roussef já alardeou que o governo tem uma política para as térmicas, ao contrário do que sempre sucedeu no Brasil. Segundo ela, as usinas térmicas vieram para ficar: “O sistema elétrico brasileiro é hidrotérmico: 80% hídrico e 20% térmico”. 735

Top