Só 4% do território da Amazônia Legal é regularizado, revela estudo

São ignorados os donos de 1,58 milhão de km2, área equivalente à Alemanha, Espanha, França, Hungria e Rep. Checa - Quase um terço das terras da Amazônia Legal está em situação irregular ou indefinida. Por outro lado, apenas 4% da área é composta por propriedades particulares devidamente regularizadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Por Cristina Amorim, para o Estado de S.Paulo, 28/02/2008. 419

Força-tarefa de procuradores vai cobrar R$ 1,4 bi em multas de devastadores da Amazônia

O Procurador-Geral Federal, João Ernesto Aragonés Vianna, anunciou hoje que vai criar uma força-tarefa para propor execuções fiscais contra produtores rurais e empresas autuadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) pelo desmatamento da Amazônia. Essa força-tarefa será composta por 30 procuradores federais, que atuarão nos Estados de Mato Grosso, Rondônia e Pará. Matéria da Folha Online, 28/02/2008 - 17h26. 418

dívida ativa: União tem R$ 586,5 bilhões a receber

Os cofres públicos brasileiros têm, aproximadamente, R$ 586,5 bilhões a receber. Esse valor é referente à dívida ativa da União, que nasce a partir do não pagamento de débitos tributários e não tributários dentro do prazo estabelecido por lei. A quantia é equivalente a 45 cortes no orçamento de 2008 ou a 14 arrecadações com a CPMF em 2007. O montante também representa cerca de 42% do R$ 1,4 trilhão

CMN aprova exigências ambientais para liberação de crédito rural na Amazônia

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira (28/02) voto que determina a inclusão de critérios ambientais para contratação de crédito da safra 2008/2009 no bioma Amazônia. Com isso, aumenta o rigor na liberação de financiamentos para produtores que desmatam ilegalmente. A medida vale para instituições financeiras públicas e privadas. Texto de Gisele Teixeira, ASCOM - Ministério do Meio Ambiente, publicado pelo Ecodebate, 29/02/2008. 416

Brasil perde US$ 2,5 bi por ano sem eficiência energética, diz Bird

O Brasil poderia economizar cerca de US$ 2,5 bilhões por ano se usasse todo seu potencial de eficiência energética, afirma um estudo do Banco Mundial (Bird), divulgado nesta quinta-feira. Atualmente o Brasil é o 10º maior consumidor mundial de energia, mas seu consumo deve dobrar até 2030, segundo o estudo. Se a eficiência energética não melhorar no país, isso poderá trazer conseqüências para o ambiente, já que o consumo de

Abelhas ajudam no reflorestamento da Amazônia

Elas são responsáveis por 30 a 90% do processo de polinização que resulta na produção de frutos - A importância das abelhas para o ecossistema vai além da produção do mel. Elas são responsáveis por 30 a 90% do processo de polinização que resulta na produção de frutos de plantas floríferas dos diferentes biomas brasileiros. Por Monalisa Silva - Assessoria de Comunicação do MCT. 414

Falta debate sobre mudanças climáticas e agricultura brasileira

Um artigo publicado na revista Science no início do mês ressalta que as regiões mais pobres do planeta sofrerão um impacto maior em suas agriculturas caso a previsão de mudanças climáticas para os próximos anos realmente ocorra. Prioritizing climate change adaptation needs for food security in 2030 - escrito pelo pesquisador da Universidade de Stanford, David Lobell, e sua equipe - não inclui o Brasil dentre esses países, mas pesquisadores

Poluição sonora mata 50 mil por ano na UE, diz estudo

Lisboa, 28 fev (Lusa) - Pelo menos 50 mil pessoas morrem anualmente na União Européia (UE) devido a ataques cardíacos causados pelo excesso de ruído rodoviário ou ferroviário, alerta um estudo que será apresentado nesta quinta-feira em Bruxelas. Matéria da Agência Lusa, 28-02-2008 10:59:46. 412

Tailândia nunca mais? artigo de Rogério Almeida

[EcoDebate] O que se convenciona chamar de elite no Brasil ganhou corpo a partir de uma política de privilégios. A apropriação do Estado e outras formas menos nobres, como a força bruta estão do DNA que garantiu a reprodução material, política e social da classe. O muque ainda hoje tem relevo na fronteira amazônica, como o caso ocorrido no município de Tailândia, nordeste no estado, que soma 20 anos de

Agrobanditismo e reforma agrária no Pará, artigo de Ariovaldo Umbelino

Volto a insistir neste artigo que a reforma agrária na Amazônia está sendo usada criminosamente para transferir milhões de hectares de terras públicas do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária para os grileiros do agrobanditismo da madeira, pecuária, soja, etc. O Ministério Público Federal (MPF) vem tentando por meio da Justiça Federal do Pará dar um basta nestas ações que estão sendo desenvolvidas em todos os estados da região.

Conferência dos Povos do São Francisco e do Semi-Árido indica linhas estratégicas para a ação popular

Sobradinho – Ontem (27) os mais de 200 participantes da Conferência dos Povos do São Francisco e do Semi-Árido apontaram as linhas estratégicas norteadoras para consolidação e unificação das lutas gerais e regionais. Mesmo com o encerramento previsto para o final da tarde, amanhã (28) o bispo Luiz Cappio deve subir uma serra, em Juazeiro (BA), para benzer a capela em construção no acampamento do projeto Salitre, ligado ao Movimento

Top