Até onde a vista alcança, a floresta dá lugar ao pasto. Boa parte da madeira é ilegal, diz Ibama de MT

Entre Alta Floresta e Paranaíta, norte de Mato Grosso, recursos públicos acabam ajudando a financiar o desmate. Madeireiros que exploram a região defendem o setor e se consideram "injustiçados'; para eles, falta uma política de exploração da madeira. Por Rodrigo Vargas, enviado especial, Alta Floresta e Paranaíta,Folha de S.Paulo, 28/01/2008 813

fronteira da pecuária: Maior desmate pode estar mais ao norte

Enquanto o foco do desmate recai sobre o estado de Mato Grosso, maior produtor nacional de soja, há indicativos de que a retirada ilegal de florestas esteja crescendo mais ao norte do País, nova fronteira da pecuária. A ONG Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) estima que os focos de desmate no Pará, por exemplo, sejam o dobro dos 591 identificados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

SP: Prefeitura regulamenta lei que obriga o uso de energia alternativa

Energia solar será obrigatória em 180 dias - Daqui a 180 dias, a contar de terça-feira passada, os projetos de edificações que entrarem para aprovação na Prefeitura terão de obedecer a Lei 14.459/07, que obriga o uso de aquecimento solar e teve sua regulamentação publicada no Diário Oficial essa semana. O projeto que não estiver de acordo com as determinações legais será penalizado conforme prevê o código de obras

A relação fé e política. Uma reflexão a partir da luta contra a transposição do Rio São Francisco. Entrevista especial com Pedro Ribeiro de Oliveira

“Lula justifica seu poder pela votação recebida nas urnas. Formalmente, ele não está errado, na medida em que uma eleição majoritária expressa a vontade popular. Mas quando levamos em conta que as eleições são ganhas por ‘marqueteiros’ que ‘vendem’ a imagem do seu candidato, temos todo direito de questionar os políticos que se legitimam unicamente pelos votos recebidos. Quantos corruptos são reeleitos e arrogantemente alegam terem sido 'absolvidos' pelas urnas?”,

Os artistas e a cidadania, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] De repetente o telefone toca e na outra ponta a pessoa se apresenta: “oi, sou Letícia Sabatella, pertenço ao Movimento dos Humanos Direitos e gostaria de ter mais informações sobre a greve de fome de Frei Luis”. Depois da surpresa, afinal, em toda minha vida nunca tinha visto gente do meio artístico fazer esse tipo de telefonema, comento um pouco a causa – nossa causa - e a situação

As hidrelétricas e o aquecimento global, artigo de Alexandre Kemenes, Bruce Forsberg e John Melack

[Jornal do Brasil] A noção de que as hidrelétricas fornecem energia "limpa", sem emitir gases que contribuem com o aquecimento global, está sendo revista, principalmente para usinas dos trópicos. Estudos revelam que a decomposição da matéria orgânica que fica submersa nas áreas alagadas para construção dos reservatórios das usinas, pode gerar e emitir quantidades expressivas de gases envolvidos no aquecimento global. No Brasil, onde há planos de construção de várias

Top