O Pai, o Menino e o Urutau, por Jorge Gerônimo Hipólito

[EcoDebate] Certa vez, eu, ainda menino fui pescar com meu pai no Ribeirão das Perobas. O sol ameaçava se esconder no horizonte, por isso fazia um céu amarelo-ouro. Hoje, eu diria que a paisagem ainda pode ocorrer, mas poucos têm o privilégio. Bem ao longe, ouvíamos os pios dos inhambus chitão e chororó, que na verdade, mas parecia um hino triste que previa um fim precoce. Quase próximo do ribeirão,

Top