Unicamp bane o amianto, artigo de Celso Ribeiro de Almeida

Publicado em fevereiro 27, 2009 por

Tags: amianto

“O banimento do amianto dos campi da Unicamp é um passo significativo para o completo banimento do amianto do Brasil”

O reitor José Tadeu Jorge, da Universidade Estadual de Campinas, assinou a Resolução GR Nº 03, de 16/01/2009, banindo o amianto dos campi da Unicamp. De acordo com a resolução, a Unicamp reconhece a necessidade de regulamentar e padronizar os procedimentos para uso, manuseio, armazenamento e disposição final de materiais contendo amianto e a necessidade de proteção do meio ambiente e da integridade física das pessoas.

As unidades da Unicamp, pela resolução, não poderão adquirir ou reaproveitar materiais que contenham qualquer tipo de amianto na sua composição, tais como telhas, placas divisórias, caixas d’água, dentre outros.

A resolução estabelece que quando houver necessidade de substituição de qualquer material contendo amianto por motivo de deterioração, técnico, arquitetônico ou quaisquer outros, as unidades da Unicamp deverão buscar no mercado materiais similares que não contenham amianto em sua composição.

A saúde dos trabalhadores envolvidos no manuseio do amianto na Unicamp é resguardada pela orientação de se evitar qualquer operação de corte, furação, abrasão e trituração de material contendo amianto, bem como a exigência da observância pelos responsáveis pelas unidades da universidade da Instrução Normativa Específica da Diretoria de Segurança e Saúde Ocupacional da Unicamp, visando à integridade física do trabalhador.

A correta disposição final de resíduos contendo amianto será de responsabilidade das unidades administrativas e acadêmicas no sentido de informar, orientar e não permitir a disposição indevida do material contendo amianto em lixo comum, caçambas de entulho de construção e outras que, detectada pelo órgão fiscalizador competente, poderá resultar em autuação.

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) está solicitando que a Unicamp se responsabilize pelo seguimento das condições de saúde de todos os trabalhadores (próprios e terceirizados) e estudantes que laboraram ou tiveram contato com amianto nos campi da Unicamp nos últimos 30 anos, tendo em vista que entre as doenças causadas pelo amianto estão a asbestose (doença crônica pulmonar que provoca endurecimento do órgão), câncer de pulmão e mesotelioma de pleura (membrana que reveste o pulmão), pericárdio (membrana que reveste o coração) e peritônio (membrana que recobre a cavidade abdominal), sendo que essas doenças podem se manifestar muitos anos após a exposição.

O banimento do amianto dos campi da Unicamp é um passo significativo para o completo banimento do amianto do Brasil, visto que a Unicamp é uma das melhores universidades do mundo.

Celso Ribeiro de Almeida é doutor em ciências pela USP, químico do Instituto de Biologia e presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Unicamp. Artigo enviado pelo autor ao “JC e-mail”.

* Artigo originalmente publicado no Jornal da Ciência, SBPC, JC e-mail 3708, de 25 de Fevereiro de 2009

[EcoDebate, 27/02/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.


Comments are closed.